24 de janeiro 2018

CILT tem novo recurso educativo

Chegou ao fim o projeto Educar para Cooperar: A Rota Histórica das Linhas de Torres e a Cidadania Global promovido pela AIDGlobal em parceria com os municípios de Arruda dos Vinhos, Loures, Mafra, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira e com o Centro de Formação de Loures Oriental.


O projeto, financiado pelo Camões. Instituto da Cooperação e da Língua e apoiado pela Fundação Montepio, teve como objetivo contribuir para que os cidadãos compreendam as causas relacionadas com os problemas do desenvolvimento, a partir do património dos seus concelhos, com vista à promoção de uma Cidadania Global ativa na construção de sociedades mais justas, equitativas e sustentáveis.

Ao longo de dois anos desenvolveram-se recursos e formaram-se alunos, professores e atores de desenvolvimento local dos municípios para as temáticas e valores da Educação para a Cidadania Global (ECG) de forma a mobilizá-los para a sua promoção, a partir da ligação ao património da Rota Histórica das Linhas de Torres.

Entre as várias atividades desenvolvidas foi produzido um recurso didático-pedagógico "Mochila do Soldado - Partir da Guerra para a Paz" que pretende ser um instrumento de trabalho de livre acesso a professores, educadores e profissionais da área do património e da cultura que desejem contribuir para sociedades mais justas, equitativas e sustentáveis.

De acordo com a Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (2010-2016) que prescreveu como objetivo primordial a promoção da Cidadania Global e com as linhas orientadoras da Direção Geral de Educação para a Educação para a Cidadania, a Mochila do Soldado - partir da Guerra para a Paz é um facilitador na ligação de temas de Educação para a Cidadania Global ao património das Linhas de Torres. É um recurso pedagógico que contém diversas propostas de atividades educativas que suportam visitas de estudo aos Centros de Interpretação das Linhas de Torres, aos Fortes, e a outros espaços de educação não-formal, bem como possibilita ao professor complementar a aprendizagem na escola, antes ou após a visita, integrando conteúdos do currículo formal.

O Centro de Interpretação das Linhas de Torres, em Sobral de Monte Agraço terá este recurso  disponível a partir do próximo mês de abril.

As escolas ou outras entidades de educação não-formal poderão solicitar a realização de algumas dessas atividades no CILT, na própria escola ou noutra entidade ou requisitar a mochila para as desenvolverem por si próprios, em articulação com os currículos disciplinares. O manual de atividades também estará brevemente disponivel para download no site do CILT, RHLT e no da AIDGlobal.

 

Mais notícias